Administração
Contribuição
Você pode contribuir com os Projetos Missionários do Pb Janio Batista através de depósitos na conta: Ag. 104 Conta Poupança 1840081 praça oito Centro Janio Batista - Missoes Deus te abençoe! - Missão
Visitas
8242 Visitantes
Redes Sociais

CULTO COMO CELEBRAÇÃO FESTIVA
Entre as configurações do culto, talvez a mais conhecida e também a mais expressiva é caracterizar o Culto como celebração! Sempre que o povo de Deus se reúne, o faz para celebrar ao seu Deus. A celebração – ou comemoração – é uma das essências principais do culto cristão. Já no AT encontramos a instrução de que toda a terra deve celebrar ao Senhor, e com júbilo: "Aclamem o Senhor todos os habitantes da terra! Louvem-no com cânticos de alegria e ao som da música" (Sl 98:4). Ou seja, a ordem bíblica é que celebremos com júbilo, alegria, festividade. As reuniões cristãs de culto e adoração precisam ser comemorativas. E motivos não nos faltam. Há muito já cantamos: "conta as bênçãos, conta quantas são...". Observemos também que a instrução do Salmo é sobre brados, regozijos e cânticos: expressões altivas de alegria e celebração. Nas celebrações cristãs devem ser características as manifestações de alegria pelo que Deus tem feito em nossas vidas. Sim, eu sei que "tudo deve ser feito com decência e ordem" (1Co 14:40), mas com certeza, o culto cristão hoje precisa ser uma antecipação celebrativa da grande festividade que haverá nos céus quando a multidão dos salvos clamará com grande brado: "A salvação pertence ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro" (Ap 7:10). Assim é o culto cristão: celebração festiva pelo que Deus é. E isto de maneira bem expressiva, assim na terra como é nos céus.