Administração
Contribuição
Você pode contribuir com os Projetos Missionários do Pb Janio Batista através de depósitos na conta: Ag. 104 Conta Poupança 1840081 praça oito Centro Janio Batista - Missoes Deus te abençoe! - Missão
Visitas
8242 Visitantes
Redes Sociais

Mutilada por muçulmanos, filha de missionário ressuscita após ser declarada morta por médicos

Uma jovem adolescente, filha de um missionário, foi capturada por extremistas muçulmanos e passou por uma mutilação genital. Em decorrência da agressão, a jovem ficou em estado grave e ficou em coma por seis dias antes de falecer.

O missionário, identificado apenas como Yoonus (por questões de segurança), trabalha para a organização missionária Bibles 4 MidEast em um país africano, e relatou a um pastor ligado à organização que sua filha, Lydia, foi raptada quando voltava da escola. Após ser mutilada, foi socorrida e internada, mas não resistiu e terminou por falecer.

Os médicos confirmaram sua morte e, uma hora depois da declaração de óbito, os funcionários do hospital removeram o corpo para uma sala de espera. A família, acompanhada de outros cristãos e amigos, se reuniram no local enquanto aguardavam a liberação para o funeral.

Procedimento padrão, uma equipe formada por médicos e enfermeiras foi fazer a checagem final no corpo, que estava coberto com um lençol hospitalar. Ao perceber que o tecido havia se mexido, consideraram que poderia ter sido uma lufada de vento, mas antes que ignorassem o acontecido, novamente o pano se movimentou, só que de forma contundente.

As testemunhas afirmaram que, de repente, a adolescente levantou e disse: “Mamãe, nosso Senhor Jesus, nosso Senhor e Deus Jesus Cristo!”, apontando para o céu.

As pessoas que presenciaram a cena se assustaram, e no meio da correria, gritavam “É um fantasma! Fantasma!”. Dois funcionários do hospital desmaiaram, enquanto os demais recuavam, receosos.

“Mamãe, eu sou Lydia … não sou um fantasma”, disse a menina. “Eu estou viva! Jesus me deu a vida de volta e me curou! Veja: Ele está simplesmente desaparecendo lá nas nuvens!”, acrescentou. O que seria o início de um velório, transformou-se num culto de graças, com os cristãos louvando a Deus pelo milagre da vida restaurada.

“Minha alma saiu do meu corpo e eu estava morta. Anjos vieram para me receber no céu. Mas Jesus apareceu diante de mim e disse: ‘Não vou rejeitar as orações de meus filhos. Meus olhos estão sobre meus filhos e os ouvidos estão abertos às suas orações. Então eu te dou sua vida de volta, pois as questões da morte me pertencem. Vá, e seja minha testemunha”, contou Lydia, sobre sua experiência de morte.

“Então ele colocou seu rosto de encontro ao meu, soprou em minhas narinas e minha alma voltou ao meu corpo. Então ele moveu suas mãos com cicatrizes dos cravos sobre meu corpo e me curou completamente!”, concluiu.